Seguidores

3 de jul de 2008

Rio Tietê após Salto volta a fazer espuma

Depois de uma trégua de quase dois anos, a espuma formada pelo excesso de poluição voltou a cobrir o Rio Tietê, em Salto, na região de Sorocaba. Na manhã de ontem, havia uma grossa camada, como um manto, sobre o rio em trechos que cortam a área urbana, a partir do Parque das Lavras, uma das atrações turísticas da cidade. Em alguns pontos, a espuma se misturava com o lixo flutuante, garrafas plásticas e pedaços de isopor.A concentração maior de poluentes ocorria após a cachoeira, na região central, junto ao estádio da Associação Atlética Avenida. No início deste ano, a população comemorou a notícia de que a mancha de poluição do Tietê havia recuado em razão das obras de despoluição na Grande São Paulo, beneficiando Salto.O pedreiro Geraldo Aparecido de Quadros, que trabalha numa obra à margem do rio, disse que o pior é o mau cheiro da espuma. "Tem dia que fica uma nata preta tão fedida que arde o nariz." Quadros disse que o cheiro é parecido com o de ovo podre. Segundo ele, a situação se agrava em razão da falta de chuvas e da vazão baixa.
Postar um comentário