Seguidores

15 de dez de 2007

"Capital do Verde".



Tranqüilidade, segurança e beleza. Curitiba é uma cidade que reúne além dessas três qualidades, uma área verde de 51 metros quadrados por habitante, divida em vários parques que dão charme ao local, além de conferir ao município o título de "Capital do Verde". Apesar de ter uma população superior a 1,7 milhão de habitantes, de ter crescido, se modernizado e se transformado numa metrópole, ela não perdeu o ar de uma cidade pequena, até meio interiorana e conservadora das tradições. Nessa época do ano, com a proximidade do verão, o clima já está mais ameno, o que torna ainda mais interessante uma visita, sem falar na época natalina, quando a cidade se prepara para as festas de fim de ano, proporcionando verdadeiros espetáculos para os turistas e moradores.

Curitiba promove o Natal Encantado, com uma programação voltada para o tema e uma decoração especial como a Casa do Papai Noel, Casa de Bonecos, Presépio Natalino e outros motivos. A prefeitura local se responsabiliza pela decoração das ruas e cada empreendimento comercial também faz o seu Natal. Uma série de eventos é organizada para comemorar a chegada do Menino Jesus. Tais festividades já começaram desde a primeira quinzena de novembro e envolvem shows, concertos, recitais, eventos beneficentes, peças teatrais, corais e outras representações artísticas.

Cidade Modelo

Para muitos o fato de não ser uma localidade litorânea pode inviabilizar a ida até a cidade com a proximidade do verão, mas engana-se aquele que acha que essa necessidade não é suprida pelas diversas opções de lazer e passeios que Curitiba oferece. O visitante pode escolher entre roteiros gastronômicos, passeios ecológicos, rotas de arquitetura ou conhecer a cultura do local.

Curitiba tem um dos melhores índices de qualidade de vida do País. A população tem uma grande diversidade étnica, formada por imigrantes alemães, poloneses, italianos e ucranianos o que se reflete na cultura, na culinária e na arquitetura na cidade. Considerada uma cidade modelo, a capital do Paraná já alcançou três marcas no Guinness Book, o livro dos recordes, são elas: a primeira é o maior programa de reciclagem de lixo com 20% de todos os resíduos, o que envolve uma política de governo que é renovada periodicamente e foi implantada através da reeducação da população. Depois vem a maior rede integrada do transporte coletivo que oferece soluções inovadoras de transporte público, facilitando o descolamento da população e dos turistas, além de servir de referência mundial em planejamento urbano. Por último tem a primeira rede pública de acesso à internet.

Localizada na Região Sul, que é a área mais industrializada da América do Sul, a cidade é reconhecida internacionalmente como centro de negócios e de alta tecnologia, tendo instalado na região metropolitana o segundo e mais moderno pólo automotivo do país. Também oferece uma boa infra-estrutura para sediar eventos e convenções.

Civilidade

Preservação do patrimônio histórico, incentivo à cidadania e o cuidado com o meio ambiente são outras característica bem marcantes do curitibano. A preservação foi um traço herdado de seus antepassados, tudo começou com o primeiro ouvidor, Raphael Pires Pardinho, que já mostrava a sua preocupação com o meio ambiente e alertava os habitantes para terem cuidados com a natureza. Essa preocupação com o verde reverberou nas diversas administrações da cidade, que hoje dispõe de 30 parques e bosques que convivem harmoniosamente com o crescimento de Curituba. Eles foram construídos para, além de preservar a vegetação nativa, criar novas opções de lazer para a população e drenar para esses locais o excesso das águas de chuva, evitando as enchentes. Neles é possível encontrar, fortemente, as marcas dos imigrantes de diversas nacionalidades que foram acolhidos pela cidade.

Espaços Verdes

O Parque do Barigüi é o mais famoso de Curitiba, tem 1,4 milhão de metros quadrados que abrigam espécies silvestres de aves e outros animais. No local estão instalados equipamentos para churrascos e para a prática de vários esportes. O Bosque do Papa é uma homenagem à colônia polonesa que mora no município, possui casas originais feitas em madeira de encaixe pelos imigrantes. No paiol, datado de 1876, ano do início da colonização polonesa, e em outras casas, é possível encontrar mobiliário, utensílios domésticos e objetos poloneses. O Bosque do Alemão homenageia os imigrantes e a cultura alemã. Lá está uma antiga igreja luterana que abriga uma sala para concertos; tem a trilha de João e Maria que narra o conto dos irmãos Grimm, entre outras atrações.

O Bosque do Tanguá, com uma área de 235 mil metros quadrados, abriga paredões de pedras, cascatas e lagos, além de um túnel de
50 metros escavado entre uma parede rochosa. Dois barcos fazem a travessia entre os lagos, passando pelo túnel, passeio este inspirado em Veneza. O Parque Iguaçu (Zoológico), é o maior da América Latina, com 8,3 milhões de metros quadrados. O local abriga o Zoológico de Curitiba que tem mais de 900 animais e fica próximo às nascentes do Rio Iguaçu, o que permite a prática de esportes náuticos. No Parque do Tingüi estão as instalações do Memorial da Imigração Ucraniana e também uma reprodução da Igreja do São Miguel Arcanjo, um dos monumentos ucranianos mais antigos do Brasil e cuja reprodução segue normas da igreja ortodoxa.

Estes são apenas alguns parques e bosques que merecem ser visitados, mas os turistas ainda têm outras áreas verdes importantes para conhecer como o Jardim Botânico, que é o atrativo mais visitado da cidade e onde o turista pode encontrar uma estufa cujo formato lembra o antigo palácio de Cristal de Londres, com jardins geométricos e bosque de mata nativa. O local ainda abriga o Museu Botânico que possui espécies botânicas que são referências nacionais. A Universidade Livre do Meio Ambiente é outro espaço que vale a pena ser visitado. Construída em meio ao bosque Zaninelli, essa universidade faz de Curitiba a primeira cidade do mundo que mantém um local de estudos e repasse dos conhecimentos sobre meio ambiente e ecologia à população. O local tem projeto arquitetônico executado com madeiras rústicas e repete na forma e nas cores os quatro elementos da natureza: água, terra, ar e fogo. A principal finalidade é formar no cidadão a consciência ambiental.

fonte: Diario de Natal
Postar um comentário