Seguidores

24 de out de 2008

Divulgado o primeiro mapa mundial dos aquíferos subterrâneos


Aquífero Guarany

Quase 96 por cento da água potável a nível mundial encontra-se em aquíferos subterrâneos, que pela primeira vez foram avaliados e cartografados num mapa divulgado esta semana pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco).

O volume de água destes aquíferos, que atravessam o subsolo de vários países, nos cinco continentes, é cerca de cem vezes superior ao existente na superfície da Terra, fornecendo, por exemplo, mais de 70 por cento de toda a água consumida na União Europeia. No entanto, apesar da sua importância estratégica, nunca tinha sido elaborado, até agora, um levantamento global destes cursos de água transfronteiriços.

Alem de identificar no mapa a sua localização e percurso, o estudo agora divulgado pela Unesco avalia ainda a qualidade da água subterrânea para o consumo humano e o seu nível de renovação.

No total, este levantamento abrange 273 aquíferos subterrâneos partilhados por, pelo menos, dois países, dos quais 90 só na Europa Ocidental.

De acordo com o Programa Hidrológico Internacional da Unesco, nem todos os aquíferos identificados são renováveis e muitos estão ameaçados pela sobre-exploração e por altos níveis de poluição.

Para evitar que o mesmo aconteça com outros cursos de água, é necessário criar mecanismos internacionais para a gestão destes recursos. Por isso, a Assembleia-Geral das Nações Unidas vai elaborar, já na próxima segunda-feira, um documento que servirá de base a uma futura Convenção sobre Aquíferos Transfronteiriços, um diploma que vai obrigar os estados a preservar estes recursos e a cooperar para controlar a poluição.

Lançado em 1999, o Programa Mundial para a Cartografia e Avaliação Hidrológica, que elaborou o mapa agora divulgado, visa melhorar o conhecimento e gestão dos recursos aquáticos naturais.
Postar um comentário