Seguidores

25 de mar de 2008

Aumenta o numero de pessoas mortas por raios


Em menos de três meses, as mortes provocadas por raios no Brasil chegaram bem perto do mesmo número registrado durante todo ano de 2007. Até hoje, as descargas atmosféricas causaram 45 mortes no País, contra 46 no ano passado. Os dados são do Grupo de Eletricidade Atmosférica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). No ano passado, neste mesmo período, ocorreram 18 mortes. Entre as regiões brasileiras, Sudeste e Nordeste tiveram mais vítimas. "Foram 18 em cada uma delas", afirma o pesquisador e chefe do grupo de cientistas no Inpe, Osmar Pinto Júnior.

Para o especialista, um dado assustador. "Estávamos prevendo que os raios seriam mais freqüentes, por conta da influência do fenômeno La Niña, mas não imaginávamos que as mortes iriam subir quase 200%". No restante do País, foram 4 mortes na região Sul, uma no Norte e outras 4 no Centro-Oeste. A principal explicação é a influência do fenômeno La Niña. O resfriamento das águas do oceano Pacífico Equatorial altera a circulação dos ventos globalmente e favorece a formação de tempestades na região Sudeste.

Ainda de acordo com o especialista, o que está ocorrendo neste verão com relação às mortes provocadas pelas descartas atmosféricas é semelhante a 2001, ano em que também houve a influência do fenômeno La Niña. "Naquele ano foram 73 mortes registradas", lembra Pinto Júnior
Postar um comentário