Seguidores

12 de jan de 2008

Califórnia entra com ação contra governo dos EUA por bloquear iniciativa ambiental

A Califórnia entrou hoje com uma demanda oficial contra o governo federal dos Estados Unidos por bloquear uma iniciativa do estado de corte drástico nas emissões de gases de efeito estufa dos veículos, informou o escritório do governador Arnold Schwarzenegger.

Em nome do estado da Califórnia (oeste), o procurador Edmund Brown entrou em Washington com ação contra a Agência de Proteção do Meio Ambiente (EPA, sigla em inglês) por não aprovar uma legislação que impõe novas e estritas medidas para reduzir a poluição.

O governo federal americano havia rejeitado em dezembro do ano passado uma autorização solicitada pelo estado da Califórnia para poder regular de forma mais severa a produção automotora com o objetivo de reduzir as emissões dos gases causadores do efeito estufa.

Em uma nota, a Agência de Proteção do Meio Ambiente anunciou que, após analisar o caso, concluiu que não há "condições extraordinárias e imperiosas" que justifiquem a permissão solicitada pelo governo da Califórnia.

Em 2002, a Califórnia votou uma lei que exige que os fabricantes de automóveis reduzam em 30% as emissões poluentes de suas unidades até 2016, com o objetivo de retornar aos níveis de poluição ambiental similares aos de 1990.

A lei americana determina, porém, que para aplicar novas normas ambientais, os governos estaduais devem receber autorização da EPA e da Califórnia.

Outros 17 estados adotaram ou anunciaram sua vontade de se alinhar a compromissos similares para a adoção de regras ambientais mais estritas.

O diretor da EPA, Stephen Joshnson, explicou que a lei de energia aprovada na quarta-feira fornecerá "uma clara solução nacional" e não "um rejunte de remendos confusos de leis em nível dos estados" para atacar a poluição veicular.

Em relatório apresentado recentemente durante a conferência de Bali sobre o clima uma ONG dos EUA ressaltou que a Califórnia sozinha emite mais gases causadores do efeito estufa (GES) que o Brasil inteiro, país com população 5 vezes maior do que o estado americano, .

Em situação semelhante, o estado americano de Michigan polui mais que a Nigéria, país mais populoso da África e com população 16 vezes maior.

"Individualmente, 42 estados americanos emitem mais gases causadores do efeito estufa do que 100 países em desenvolvimento juntos", anunciou a Nationat Environment Trust (NET) em seu estudo intitulado "Assumindo a responsabilidade".

É o caso também do Texas, com 696 milhões de toneladas de CO2 por 23,7 milhões de habitantes, com poluição idêntica à do Reino Unido. Este estado americano, sozinho, emite mais poluentes do que 116 países em desenvolvimento juntos com mais de um bilhão de indivíduos.

A NET lembrou que de 1750 a 2005, os Estados Unidos e outras nações industrializadas, dentre as quais algumas da Europa, o Japão, o Canadá e a Rússia, foram responsáveis por mais de 73% das emissões de GES acumulados pelo uso de energias fósseis.

No mesmo período, a China - hoje em dia a um passo de se tornar a maior poluidora do planeta - emitiu apenas 7,8% dos GES pelas energias fósseis.
Postar um comentário