Seguidores

13 de dez de 2007

Lagoa de Araruama ambientalistas e pescadores constatam melhoria na água



Oito anos depois de ter ficado com as águas opacas devido ao efeito da poluição por esgotos, a Lagoa de Araruama, a maior lagoa hipersalina do mundo, voltou a ficar com as águas cristalinas. O fenômeno foi observado na terça-feria por pescadores e confirmado na manhã desta quarta-feira pelo presidente da ONG Viva Lagoa, Arnaldo Villa Nova, que comandou a luta pela recuperação da lagoa.
Segundo o ambientalista, é possível ver o fundo da lagoa a um metro de profundidade. Pescadores disseram que isso é possível a até dois metros de profundidade. A mudança também está sendo comemorada por moradores e pescadores de Iguaba Grande:
- Desde 1999, quando a lagoa foi tomada por algas produzidas pela poluição, que não se via o fundo da lagoa. Hoje é possível ver o fundo, através da água cristalina, e até siris e peixes que há anos não se via na lagoa. Tomara que este fenômeno não seja passageiro - comemorou o ambientalista.
A renovação da água está sendo possível graças às obras de retirada de um aterro que atrofiava a passagem de água pelo Canal Itajuru, que liga o mar à Lagoa de Araruama. O aterro foi retirado depois que a Serla construiu uma nova ponte de 300 metros sobre o canal, aumentando o vazão de 30 para 300 metros. As obras ainda não foram concluídas, mas o que já foi feito permitiu o aumento da renovação da água da lagoa.
Postar um comentário