Seguidores

21 de nov de 2007

Banco Mundial diz que a poluição custa à China 5,8% do seu PIB

Poluição cobrindo as torres
no outro lado do rio Huangpu, em Xangai.



O cálculo do Banco Mundial situa-se sobre os 3,1% do PIB que, segundo a China, lhe custaram a poluição em relação a seu crescimento económico no ano de 2004, o último onde surgiram números oficiais sobre o assunto.

O director regional do BM para a China e a Mongólia, David Dollar, afirmou que os "custos sanitários e não sanitários" da poluição da água e do ar contabilizam actualmente 100 mil milhões de dólares por ano, anunciou o responsável num fórum ambiental que decorria na cidade de Chengdu.

O mesmo dirigente referiu que a poluição atmosférica traz mais custos do que a hídrica, mais especificamente 3,8% do PIB, que este ano crescerá em torno de 11,4%, de acordo com as últimas previsões oficiais chinesas.

Este números fundamentam-se num relatório do BM, decorrente de uma avaliação da poluição no país efectuada com a Administração Estatal do Meio Ambiente.

O primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao considera que o "insustentável" crescimento chinês colocou o país em uma delicada situação ecológica, estando a China com 70% das reservas de água doce poluídas e a qualidade do ar das suas principais cidades entre as piores do planeta.

fonte:agência estatal Xinhua.
Postar um comentário