Seguidores

25 de out de 2007

França empenha-se na luta ambiental

Na cimeira do ambiente em Paris o presidente gaulês, Nicolas Sarkozy, anunciou um vasto conjunto de medidas destinadas a combater o aquecimento global - desde a criação de impostos e benefícios ecológicos até ao investimento público em transportes e infra-estruturas.

"Todos os grandes projectos públicos, todas as decisões públicas serão julgadas tendo em conta o custo para o clima, o custo em carbono. Todas as decisões públicas serão julgadas tendo em conta o custo para a biodiversidade. Deixarão de ser as decisões ecológicas a justificar a importância, terão que ser os projectos não ambientais a provar que não é possível fazer de outro modo. As decisões não ecológicas devem ser motivadas e justificadas como último e final recurso. É a revolução no método de governação do nosso país", declarou Sarkozy.

No discurso do chefe de Estado francês, no palácio do Eliseu, estiveram o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, e o prémio Nobel da paz deste ano, Al-Gore.

O plano do governo francês é extenso. Entre as medidas previstas destacam-se as seguintes: construir 2 mil quilómetros de linhas férreas até 2020; taxar os caminhões que atravessam a França e os produtos oriundos de países que não cumprem o protocolo de Kioto; Desenvolver um investimento financeiro alargado no imobiliário e nas energias renováveis e manter o nível de consumo de energia nuclear e o cultivo de produtos agrícolas geneticamente modificados (OGM).

fonte: EuroNews
Postar um comentário